Domingo, 29 de Junho de 2008

Porque encaro certas notícias com alguma apreensão

 
Há dias escrevi isto e sabia que me faltava alguma coisa. Por azar era a cereja do bolo. Mas como as apreensões de haxixe não faltam, assim estão as oportunidades para falar do meu lado das coisas, que modéstia à parte, está um bocadinho mais para os lados da realidade do que aquilo que se tenta fazer passar.

Ao converter em "doses individuais" uma determinada quantidade de haxixe apreendida a polícia só pode estar a
a) mentir descaradamente ao público, ou,
b) ser muito estúpida e assustadoramente desconhecedora da realidade.
 
Eu acho que as polícias são tudo menos estúpidas. Mas alguém me diga o que é e onde, na rua, se vende haxixe em doses individuais...!!!
 
(nota: se a palavra sabonete lhe invoca apenas casa de banho, este post não é para si)
 
___________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 22:37
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
|
Sábado, 28 de Junho de 2008

Há um superlativo para hipocrisia?

 
Expliquem-me lá qual é a lógica disto: Se eu tivesse dinheiro para ter uma empresa sediada numa off-shore, registava lá a casa e não pagava SISA (e IMI?). Como não sou rico, tenho que pagar. Se tivesse um barco, registava-o numa empresa de actividades turísticas e tinha gasóleo subsidiado. É verdade que nem barco de borracha de hipermercado tenho, mas se tivesse um barquito pagava o gasóleo (ou gasolina) ao preço da Sta. GALP.
Se eu tivesse lucros, fugia ao fisco pela off-shore, como os Scolaris deste mundo, assim na melhor das hipóteses acontece ser o fisco a fugir de mim não vá eu pedir-lhes algum de volta.
O que me irrita nas off-shores nem é tanto a injustiça da coisa, é a estupidez do conceito. Ao estado não lhe faz falta esse dinheiro? É que se não faz, porque é que o meu faz tanta falta?
 
___________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 23:00
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Da hipocrisia

 
Não é preciso ser um conhecedor do submundo da droga, basta ter vivido... por exemplo nas Pedralvas, ali a Benfica, para saber que os recordes de apreensões de haxixe não são coincidência. As policias fazem um brilharete, os traficantes sacrificam o produto barato e ninguém nota a diminuição nas apreensões de cocaína e heroína. E assim garante, quem aproveita, que não havendo o barato e moderado haxixe, os putos o troquem (ou comecem a consumir) as drogas que garantirão cliente por mais tempo e mais dinheiro. Uma aposta na fidelização e rentabilização do negócio.
 
Os fardos de haxixe podem ficar muito bonitos nos telejornais, mas acreditem que por cada fardo, há mais uns quantos jovens que deixam de consumir haxixe para passar a consumir coca. As policias e o IDT sabem-no, mas a hipocrisia mediática fala mais alto.

 

___________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 11:04
linque do post | Ir ao Confessionário | Ler confissões ou rezar o Terço (2) | favorito
|
Creative Commons License
Este Blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.



Joao Moreira de Sa

Cria o teu cartão de visita

Twitter
Micro Cuts

Divulga também a tua página

CONTÉM CONTO MEU (já editado Comprar: AQUI
Ocultos Buracos

Promote Your Page Too

VAI CONTER CONTO MEU (pelo Natal, mas experimentem clicar na capa)




Blogue para Contactos Profissionais

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds



Péssimos clips de humor na
TV Arcebispo

revista Única/Expresso


revista Nós/jornal i


Nuno Markl in Única/Expresso
Há gente com graça na Internet?

Imensa. O arcebispo de Cantuária. É um tipo com um site magnífico com trocadilhos. Dos mais refinados que eu vi em toda a minha vida.

arcebispo no programa "As Tardes da Júlia", TVI, 01.07.09.




jornal i "Blogues das mamãs. São mais que as mães e servem para tudo"

"Os (arcebispais) Incorrigíveis"

Arcebispo de Cantuária 17º Melhor Blog Português de 2007

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO