Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

É lixado quando eles fazem isto

 
- Não gosto quando tu gritas.
- Eu também não gosto de gritar, M. mas às vezes é a única maneira de vocês fazerem o que eu mando, não é?
- Às vezes é, mas é mau à mesma.
- Olha, pelo menos não dói.
- Dói, dói.
- Dói? Pensava que palmadas é que doiam.
- Os gritos doem no coração.
(ora toma que já almocas-t... almocei)
 
Mais uma vez, esta não terá sido, do ponto de vista de credibilidade paizal o melhor momento para soltar uma sonora gargalhada, mas é incontrolável. Só que aqui, ao mesmo tempo que ri da expressão a cabeça pensa no conteúdo. Pelo que ela disse e pela forma que disse. Porque eu sei, é minha filha, que a M. não está a apenas a usar uma expressão que não espero ouvir da boca de uma pirralha de 6 anos, ela quer mesmo dizer aquilo.
Se há alturas em que tenho que ter a humildade de lhes dar razão (se tiver sempre eu, perco a credibilidade, torna-se um dado adquirido) esta foi uma delas
(porque é que eu me rio de ela me dizer que magoa o coração se eles são mestres em manipular e se for preciso recorrer a todas as armas fazer o nosso sentir-se mal?)
Finalizei com uma tentativa de acordo (nesta casa o Acordo é uma fase de teste de alguma medida que se se provar eficiente passa a Regra, é escrita e tem que ser respeitada por todos... menos a cadela).
 
- Então eu prometo que vou tentar gritar menos e tu prometes que vais obedecer antes de eu ter que gritar, parece-te bem?
- Eu vou tentar.
 
Claro que passados 10 minutos, quando,
 
- M., vai tomar banho (pela 3a vez)
- Deixa-me só...
- Deixa-me só não ter que te magoar o coração, está bem?
 
Percebeu e foi.
 
tágues:

publicado por joao moreira de sá às 08:14
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
1 comentário:
De Tasha a 16 de Novembro de 2007 às 09:20
Tb tenho 2 "monstrinhos". Que ainda são pequeninos. (20 meses). Quando chegarem à idade dos seus, espero ter o seu sentido de humor para lidar com essas coisinhas (e tentar também não lhes fazer doer o coração). Jinhos


Comentar post

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO