Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Diz crimina, São

 
Eu se fosse do Porto ou de Gaia ficava chateado. O que é que o Douro tem a menos que o Tejo? O que é que o Porto tem a menos que Lisboa? Porque é que atravessar o Tejo vale dinheiro e o Douro não? Porque é que se paga pelo privilégio de entrar em Lisboa e no Porto é à borliu, entra quem quer?
Eu, por respeito, cada vez que atravesso uma das 4 pontes do Douro abro a janela e atiro 1 euro ao Rio.
 
___________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 08:29
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
5 comentários:
De adnirolfpa a 21 de Abril de 2008 às 11:15
Deve ser por isso que os miudos da Ribeira gostam de dar uns cafunhos.......acho que também vou...(vem muitas vezes á invicta????


De joao moreira de sá a 21 de Abril de 2008 às 14:26
Eu também ia, mesmo só adivinhando o que é um cafunfo :) (deve ser o que na minha Sesimbra é uma cacholada - com estas o Acordo Horto-Gráphico não nos vencerá :)

Infelizmente vou muito menos à invicta do que gostaria, e olhe que saudades não faltam, pois que apesar de Lisboa estar aqui mais perto do "deserto" é cidade que dispenso, deixa-me louco no mau sentido e eu só gosto de me sentir louco no bom sentido.

Quem sabe se num próximo livro não terei direito a uma sessão de autógrafos numa Fnhaca qualquer aí em cima.


De qrestina a 21 de Abril de 2008 às 13:46
Pensemos que o Douro é um gajo porreiro, daqueles de esquerda, que não se importa com taxas e sobretaxas.

Além do mais, prova disto é existirem miradouros em todo o lado... Já ouviu falar em mirassados ou miramondegos?


De joao moreira de sá a 21 de Abril de 2008 às 13:55
Aí a discriminação é ainda maior. Porque é que o Tejo e o Douro têm uma Miratejo e Miragaia?

MirAssados ainda para mais dava um optimo nome de restaurante... :)


De adnirolfpa a 21 de Abril de 2008 às 14:37
pois não é cafunfo, é cafunho...... e estas maravilhas linguisticas ninguem nos tira não nao. Eu não aprecio ninhuma grande cidade. Sou muito apegada aos cantinhos, sossegaditos sem taxas nem agravamentos. Apenas me interessam politiquices quando" mexem" com o bem estar dos meus miudos. Quanto á sua vinda.......ca o espero!


Comentar post

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO