Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Hoje não me apetece ser humilde, porra!

  
Poema arcebispal,
 
10 ilusão
 
Por vezes sinto-me o rio que corre na minha aldeia.
Corre mais talento nas minhas veias que na de muitos tejos.
Mas os tejos vão a muito lado, conhecem muita gente.
Para além dos tejos há convites, oportunidades.
No meu rio de ideias, não se vai a lado nenhum.
 
___________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 05:32
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
4 comentários:
De mariadosol a 14 de Maio de 2008 às 11:03
Ai isso é que vai...


De Mario Ferreira a 14 de Maio de 2008 às 13:38
Hoje!? A falta de humildade é um dos seus piores defeitos.


De joao moreira de sá a 14 de Maio de 2008 às 17:44
Desde que não confunda acreditar em mim mesmo e no meu valor e talento com falta de humildade, por mim tudo bem. (e já agotra obrigado por não ter enumerado os outros, já que me conhece tão bem...)


De Lia C a 17 de Maio de 2008 às 10:44
Cá para mim, reconhecer o próprio talento (ou qualquer outra qualidade própria) é um dos mais difíceis actos de humildade. Isto para dizer que não deves fingir que não vês o que é óbvio (o teu talento) só para corresponder à noção de humildade que a tacanhice geral impõe. És talentoso e ponto final.

Penso que o único "grande drama" de que te podes queixar é viveres num país que percebe mais facilmente malucos do riso do que gatos fedorentos (na realidade é um drama enorme porque a questão principal nem sequer é essa, mas não me apetece alongar sobre o assunto. Um dia destes talvez alongue. Ou talvez não, não sei. Não interessa.).

[Gostava mais de ir à tua casa do blogspot; esta aqui fica-me um bocado fora de mão.]

Beijos


Comentar post

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO