Sexta-feira, 18 de Julho de 2008

DEOLINDA

 
É fado? É. Dança-se? Apetece. Em disco, cá por casa, viciaram dos 6 aos 40, ontem, ao vivo, em Sesimbra, senti quão genuína é toda aquela musica. Ana Bacalhau podia ser (mais) uma grande fadista da “nova geração”, mas a voz dela é grande demais para fado, apenas fado. E que a animadíssima Fon-Fon-Fon não leve ao engano, os arranjos de guitarras e contrabaixo afirmam bem que não não se brinca à musica – embora se brinque com a musica. Em Deolinda ouço pedaços de Variações (não estará no “booklet” do CD por acaso), de Amália, da Hermínia, de Kátia Guerreiro, de Madredeus (tão grande é a voz de Ana Bacalhau), mas Deolinda não é uma simples soma de influências. Deolinda é... Deolinda. É musica. Portuguesa. Da boa. Ah! e um detalhe: são, os 4, uns “porreiraços”, gostei de vos conhecer. O A. e a M. agradecem os autógrafos.
 
E agora, com licença que vou passar pelo menos mais uma semana a ouvir exclusivamente isto:
 
 
 
___________________________________________________________
tágues:

publicado por joao moreira de sá às 07:37
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito
5 comentários:
De Pessoa que não quis ou não soube dizer o nome a 18 de Julho de 2008 às 11:59
Viva,

Pois foi, um belo serão ontem em Sesimbra. E lá estava o Sr. Arcebispo juntamente com a família. Lá por casa o vicio começa aos 3 anos... mesmo a aterrar de sono, lá se aguentou até ao fim
A voz de Ana Bacalhau, encanta .. acompanhada pelas excelentes guitarras e o contrabaixo.
Agora é esperar por mais.

Abraço


De joao moreira de sá a 18 de Julho de 2008 às 16:12
3 anos, 6 anos, 8 anos, o que importa é livrá.los do Noddy e puxá-los para Deolinda (Xaile também funciona muito bem).
Mas haver compinchas (nesta palavra convem verificar bem se lá está o "n") pexitos que conhecem aqui o (sr?) Arcebispo e nem se dignam a uma palavrinha... não é de pexito, á ó! :)


De Pessoa que não quis ou não soube dizer o nome a 18 de Julho de 2008 às 20:51
Ora nem mais, não é mesmo de pexito :) ... é de um portuense que migrou para almada já na década passada.
Também um leitor assíduo (matinal aí pelas 8h ou 9h dependendo dos dias) dos pensamentos madrugadores do Arcebispo, desde os tempos do blog anterior.
Num próximo encontro lá darei a merecida palavrinha...


De peterofpan a 18 de Julho de 2008 às 15:28
Fon Fon Fon é provavelmente a melhor música pop portuguesa dos últimos 250 anos!


De joao moreira de sá a 18 de Julho de 2008 às 16:08
Depois de ler e no estado Deolindesco em que me encontro fico tentado a concordar, no sentido "pop" = abreviatura de "popular music". Porque aquela sim é a verdaderia musica "pop" portuguesa, sem complexos, como o Variações fazia.


Comentar post

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO