Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Eu quero um "binómio de ordem pública"

 
Mas que raio é um binómio de ordem pública? Não sei, sei que a polícia tem e eu também quero um.
Onde é que a polícia usa binómios de ordem pública? Em eventos de alto risco como, jogos de futebol. Posso ser um bocado picuinhas mas não caberia na lógica da ordem pública que qualquer evento, cultural, artístico, político, desportivo, que represente um alto risco, não fosse simplesmente autorizado? Se eu e mais cem amigos resolvermos ir para um concerto do Tony Carreira fazer claque pelos autores verdadeiros das músicas, teremos binómios de ordem pública a proteger-nos? Não. Se decidirmos ir para o Terreiro do Paço gritar palavras de ordem contra os pombos não é muito provável que acabemos presos? Claro que sim, mas todos os alarves são iguais mas alguns são mais iguais que outros.
 
__________________________________________________________

publicado por joao moreira de sá às 06:44
linque do post | Ir ao Confessionário | favorito

Outras escritas

Quem???

Uma mente delirante e não muito normal encerrada num corpo com 44 anos (embora um teste da Sábado diga que na realidade tenho 47... já estive mais longe, tenho que repetir o teste). Presentemente desempregado mas com boas perspectivas de conseguir vir a trabalhar num call-center. Escrevo porque não gosto lá muito de falar e como irresponsável que sou, acredito que um dia ainda irei conseguir ser pago para escrever, o que já vai demorando um bocado...
jmoreiradesa@gmail.com

pesquisar neste belogue

 

Arquivos da Cantuária

tágues

todas as tags

subscrever feeds

Porque nem só de trocadilhos vive um Arcebispo:

Manjares do Arcebispo" (2ª edição disponível em paperback 11.35€ e e-book download 2,50€)



COMPRAR ONLINE: BUBOK





MAIS INFORMÇÃO